Cores em Destaque nas Passarelas Internacionais SS22

Jane Boddy | Pantone Color Institute | Contribuidor Criativo, Europa

Estudamos os desfiles de Copenhagen, Nova York, Londres, Milão e Paris para decifrar as principais mensagens de cores para a temporada do verão internacional SS22.

A Primavera/Verão 22 marcou uma mudança profunda na forma como vemos as cores, já que agora não se trata mais apenas de novas cores da moda. As cores relativas às estações não são a abordagem mais relevante, pois estamos abraçando a cor através daquilo que ela nos faz sentir e como isso é perceptível ao longo das estações, a cor se torna uma abordagem eterna e otimista.

Cores brilhantes não são mais apenas para o verão, sua ousadia nos energiza, então por que não utilizar essas mensagens durante todo o ano. Os marrons voltaram ao nosso radar, mesmo sendo normalmente atribuídos às estações de inverno, nesta temporada os designers os reativaram para o verão, embora eles acabem se tornando uma cor central em nossos guarda-roupas à medida que fazemos a transição entre as estações.

A cor usada de forma monocromática, da cabeça aos pés, está prevalecendo neste momento, depois de ter sido usada apenas como um acento por tanto tempo, iluminando as coleções de maneira um pouco hesitante, agora a cor é a principal característica do cenário, existindo a partir de um grande impulso comercial.

SUPER AZUL

O super azul deixou o mundo do activewear, de onde trouxe a sua pegada digital, e chegou às passarelas. Moderno e ousado, ele se traduz em tudo, desde alfaiataria, como visto em Stella McCartney, até em recortes, como visto em Rokh. À medida que abrimos nossas mentes para esta cor, percebemos que esse tom encantador não tem idade, sendo relevante para todos os mercados.

Foto de Faseeh Fawaz no Unsplash

FASHION, HOME + INTERIORS

LINHA GRÁFICA

TANGERINE PIZZAZZ

Tangerine Pizzazz é um tom de tangerina especial que entrega exatamente o que promete. Estes tons frescos e energizantes são cores da vitalidade. O uso destas cores por Proenza Schoulers e Shang Xia revigorou as passarelas, provocando e trazendo mensagens de alegria quando os modelos entravam na passarela. Sentimentos que os designers desejam explorar nas próximas temporadas, à medida que olhamos para o futuro e abraçamos nossa liberdade.

Foto de Ambrose Chua no Unsplash

FASHION, HOME + INTERIORS

LINHA GRÁFICA

PINKS DIVERTIDOS

Deliciosos e divertidos os tons de rosas brincalhões estão na moda mais uma vez, evoluindo dos típicos rosas millennials, agora esses tons são mais limpos e progressivos, despertando mensagens de nostalgia. Olhe para os desfiles de Rejina Pyo e MSGM, capturando com sucesso uma essência de juventude para todos.

Foto de Daniel Lorentzen no Unsplash

FASHION, HOME + INTERIORS

LINHA GRÁFICA

NEUTROS COR DE GIZ

Neutros secos como o giz, a natureza pura desta paleta se encaixa perfeitamente no estilo do minimalismo. Calmantes e sempre chiques, vem agora com uma acentuação em tom terroso, sendo esta a chance de explorar algodões crus e texturas cruas como fez Gabriela Hearst habilmente no desfile da Chloé.

Foto de Olga Thelavart no Unsplash

FASHION, HOME + INTERIORS

LINHA GRÁFICA

CITRUS SOURS

Cores cítricas e amargas, quase uma história neon, mas com uma suavidade recém-adquirida, sendo esta uma forma progressiva de usar os tons brilhantes. Menos ásperos, eles são mais adequados do que os neons puros. Foram vistos refletidos nos desfiles de Victor Glemaud em Nova York e no de Dawei em Paris.

Foto de Jane Boddy

FASHION, HOME + INTERIORS

LINHA GRÁFICA

ARGILAS PRIMITIVAS

Argilas e tons terrosos e primitivos estão confirmados, já que os marrons estão no horizonte há algum tempo e finalmente chegaram, mas em nada parecido com o que vimos antes. Este grupo de cores clássicas foi reconquistado, graças a uma forma progressista e sexy de usar os marrons quentes em camadas, vistas nos desfiles de Knwls e Nensi Dojaka, que nos ensinam exatamente como usá-los, na London Fashion Week.

Foto de Josh Boaz no Unsplash

FASHION, HOME + INTERIORS

LINHA GRÁFICA

Nossa confiança na cor se acentuou, temos menos medo da cor e estamos abraçando o poder que a cor detém para se conectar às nossas emoções e transformar o nosso humor. A cor tem a capacidade de nos capacitar e elevar, não apenas através daquilo que vestimos, mas também através daquilo que vemos a cada dia, fazendo desta nova atitude em relação à cor, uma mudança significativa para todas as indústrias do design.